Chin Shi Huang

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    OpenAI anuncia ChatGPT-4, versão “melhorada” da ferramenta que usa inteligência artificial

    Versão atualizada, que agora está disponível por meio de uma lista de espera, já está chegando a alguns produtos de terceiros, incluindo o Bing, da Microsoft

    Samantha Murphy Kellyda CNN

    Quase quatro meses depois que a OpenAI surpreendeu a indústria de tecnologia com oChatGPT, a empresa está lançando a nova versão de última geração da tecnologia que alimenta a ferramenta viral de chatbot.

    Em uma postagem feita nesta terça-feira (14), a OpenAI anunciou o GPT-4, que a empresa diz conseguir ter um bom desempenho em uma variedade de testes padronizados e também tem menos probabilidade de “sair dos trilhos” com suas respostas, como alguns usuários já experimentaram.

    A OpenAI disse que a versão atualizada da tecnologia foi aprovada em um simulado do “Bar Exam” (O Exame de Ordem dos norte-americanos para ingresso na advocacia) com uma pontuação equivalente a dos 10% melhores participantes do teste; por outro lado, a versão anterior GPT-3.5, pontuou entre os 10% inferiores.

    O GPT-4 também pode ler, analisar ou gerar até 25.000 palavras de texto e escrever código em todas as principais linguagens de programação, de acordo com a empresa.

    A OpenAI descreveu a atualização como o “marco mais recente” para a empresa. Embora ainda seja “menos capaz” do que os humanos em muitos cenários do mundo real, ele exibe “desempenho de nível humano em vários benchmarks profissionais e acadêmicos”, de acordo com a empresa.

    O GPT-4 é a versão mais recente do modelo de linguagem grande da OpenAI, que é treinado em ampla quantidade de dados online para gerar respostas convincentes as solicitações dos usuários.

    A versão atualizada, que agora está disponível por meio de uma lista de espera, já está chegando a alguns produtos de terceiros, incluindo o Bing, desenvolvido pelaMicrosoft.

    “Estamos felizes em confirmar que o novo Bing está rodando em GPT-4, que personalizamos para busca”, disse a Microsoft na terça-feira. “Se você usou a nova visualização do Bing em qualquer momento nas últimas cinco semanas, já experimentou uma versão inicial desse poderoso modelo.”

    Embora o ChatGPT tenha impressionado muitos usuários com sua capacidade de gerar textos originais, histórias e letras de músicas em resposta às solicitações do usuário desde seu lançamento em novembro de 2022, também levantou algumas preocupações.

    Os chatbots de IA, incluindo ferramentas da Microsoft e do Google, foram criticados nas últimas semanas por serem emocionalmente reativos, cometerem erros factuais e se envolverem em “alucinações” definitivas, como a indústria chama.

    O GPT-4 tem limitações semelhantes aos modelos GPT anteriores. “Ainda é falho, ainda é limitado e ainda parece mais impressionante no primeiro uso do que depois de passar mais tempo com ele”, escreveu Sam Altman, CEO da OpenAI, em uma série de tweets na terça-feira anunciando a atualização.

    Mas há melhorias perceptíveis, disse ele. “É mais criativo do que os modelos anteriores, alucina significativamente menos e é menos tendencioso”, escreveu ele.

    Ainda assim, a empresa disse, “deve-se tomar muito cuidado ao usar as saídas do modelo de linguagem, principalmente em contextos de alto risco”.

    A notícia chega duas semanas depois que a OpenAI anunciou que está abrindo o acesso à sua ferramenta ChatGPT para empresas terceirizadas, abrindo caminho para que o chatbot seja integrado a vários aplicativos e serviços.

    Instacart, Snap e o app tutor Quizlet estão entre os primeiros parceiros que experimentaram a ferramenta. Em janeiro, a Microsoft confirmou que está fazendo um investimento “multibilionário” na OpenAI e, desde então, lançou a tecnologia para alguns de seus produtos, incluindo seu mecanismo de busca Bing.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Chin Shi Huang Mapa do site