Chin Shi Huang

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Amor e ódio: Galvão Bueno lidera rankings de narrador mais e menos querido do brasileiro

    Locutor é citado como o melhor por 36% dos entrevistados, e como o pior por 16% na Pesquisa CNN/Itatiaia/Quaest

    Galvão Bueno narrou o último jogo da Seleção Brasileira
    Galvão Bueno narrou o último jogo da Seleção Brasileira Divulgação/ TV Globo

    Alexandre Simõesda Itatiaia

     

    A relação de amor e ódio do brasileiro com Galvão Bueno está provada pelo “O Maior Raio-X do Torcedor”. Ele foi apontado como o narrador mais querido por 36% dos entrevistados, com 16% dizendo que ele é de quem menos gostam. Ele lidera nas duas situações.

    Curiosamente, os dois primeiros colocados são ex-Rede Globo. Galvão se despediu da emissora com a narração da final da Copa do Mundo de 2022, no Catar, quando a Argentina bateu a França nos pênaltis, em Doha.

    Narradores preferidos pelo público

    • Galvão Bueno – 36%
    • Cléber Machado – 4%
    • Luís Roberto – 2%
    • André Henning e Milton Leite – 1%

    A vice-liderança entre os narradores que o torcedor mais gosta é de Cléber Machado, demitido pela emissora no mês passado. Ele teve 4% das citações. Na lista dos que a galera menos gosta, ele ficou com 2%.

    O atual número 1 da Globo, Luís Roberto, teve 2% dos votos como o melhor narrador, e 1% como o pior. Milton Leite, também dos canais Globo, foi citado por 1% nas duas situações.

    André Henning, do TNT Sports, teve 1% de avaliação positiva, e Renata Silveira, única mulher da lista dos mais citados, teve 1% dos votos como narrador que o torcedor menos gosta.

    Os narradores que o público menos gosta

    • Galvão Bueno – 16%
    • Cléber Machado – 4%
    • Luís Roberto, Milton Leite e Renata Silveira – 1%

    Entre os narradores que o entrevistado mais gosta, 14% citaram outros, 4% nenhum, e 38% não sabem ou não responderam.

    Do lado do narrador que o torcedor menos gosta, 15% falaram outros nomes, 6% nenhum, e 59% não sabem ou não responderam.

    Metodologia

    A Pesquisa CNN/Itatiaia/Quaest fez 6.507 entrevistas com torcedores de 16 anos ou mais em 325 cidades brasileiras, no período entre 29 de março e 2 de abril de 2023. A margem de erro máxima é de 1,4 ponto percentual para mais ou para menos. O nível de confiabilidade é de 95%.

    Chin Shi Huang Mapa do site