Chin Shi Huang

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Vinte anos de pontos corridos: torcedor ainda prefere Brasileirão por mata-mata

    Presença de público nos estádios mostra que formato atual da Série A tem melhores médias

    Taça do Brasileirão 2019
    Taça do Brasileirão 2019 Foto: Lucas Figueiredo / CBF

    Alexandre Simõesda Itatiaia

    A Série A do Campeonato Brasileiro por pontos corridos completa 20 anos neste 2023, mas essas duas décadas não foram suficientes para fazer mudar a preferência do torcedor. A Pesquisa CNN/Itatiaia/Quaest mostra que 50% deles preferem as competições por mata-mata.

    O último título brasileiro decidido neste formato foi o de 2002, quando o Santos, que foi o oitavo colocado na primeira fase, com 39 pontos, garantiu a taça batendo na decisão o Corinthians, que foi dono da terceira melhor campanha.

    Nos pontos corridos, quem faz a melhor campanha nos 38 jogos que cada clube disputa, enfrentando os 19 adversários como mandante e visitante, é o campeão.
    Apesar da evidente justiça que promove, os pontos corridos têm a preferência de apenas 38% dos torcedores brasileiros.

    Público

    O interessante é que, apesar da preferência do torcedor pelo mata-mata, as últimas três edições do Brasileirão que foram decididas nesse formato tiveram baixas média de público: 2000 (11.546), 2001 (11.401) e 2002 (12.866).

    A primeira Série A por pontos corridos teve apenas 10.468 torcedores de média, com esse número caindo para 7.556 em 2004. Mas, no ano passado, foram 20.681 torcedores, em média, nas 380 partidas do Brasileirão.

    Torcida do Flamengo é a melhor do Brasil para 40% dos brasileiros
    Torcida do Flamengo é a melhor do Brasil para 40% dos brasileiros / Wagner Meier/Getty Images

    Claro que o cenário de final de pandemia, que fez com que a competição não tivesse torcedores nos estádios em 2020, e a presença comprometida em 2021, colaborou. No entanto, mesmo nos três anos antes da Covid-19 os números já eram bem superiores aos de 2000, 2001 e 2002.

    Em 2017, a média de público da Série A foi de 15.961 torcedores, subindo para 18.821 em 2018, e chegando a 21.320 em 2019, ano de uma conquista do Flamengo, o que tradicionalmente impacta nos números relacionados a presença de público.

    De toda forma, nas últimas 15 edições da Série A por pontos corridos, incluindo 2021 que teve a maior parte dos jogos com portões fechados, a média de público foi superior aos 12.866 registrados em 2002, na última vez em que o título brasileiro foi decidido no formato de mata-mata, que é o preferido pelo torcedor.

    Fórmulas

    A história do Brasileirão, se for considerado como marco a edição de1971, até o título santista em 2002, é recheada de fórmulas diferentes, critérios duvidosos, com time se classificando para fases seguintes até pela arrecadação, viradas de mesa e torneios inchados. Em 1979, o Internacional foi campeão invicto de uma competição que contou com 94 clubes.

    Nas últimas 20 edições da Série A por pontos corridos, apenas duas mudanças aconteceram, mas de pouco impacto. Em 2003 foram 24 clubes participantes e dois rebaixados. A partir de 2004, quatro clubes passaram a cair e desde 2006 o torneio tem 20 clubes.

    De todas as competições disputadas pelos clubes brasileiros na temporada, a única por pontos corridos é a Série A. Estaduais, Copa do Brasil e os torneios internacionais têm mata-mata nem que seja em suas fases decisivas.

    Metodologia

    A Pesquisa CNN/Itatiaia/Quaest fez 6.507 entrevistas com torcedores de 16 anos ou mais em 325 cidades brasileiras, no período entre 29 de março e 2 de abril de 2023. A margem de erro máxima é de 1,4 ponto percentual para mais ou para menos. O nível de confiabilidade é de 95%.

    Chin Shi Huang Mapa do site