Chin Shi Huang

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    EUA estiveram “muito envolvidos” na libertação de duas reféns americanas pelo Hamas, diz porta-voz do governo

    John Kirby afirmou que, além do governo norte-americano, Israel e Catar tiveram "papéis fundamentais" na negociação com o grupo radical islâmico Hamas

    Betsy Kleinda CNN

    Os Estados Unidos estiveram “muito envolvidos” em garantir a libertação de duas americanas mantidas reféns durante 14 dias pelo grupo radical islâmico Hamas, nesta sexta-feira (20), disse o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, John Kirby.

    “Estivemos muito envolvidos a vários níveis para ajudar a garantir a sua libertação”, disse o responsável da Casa Branca à CNN na sexta-feira (21), oferecendo crédito a Israel e ao Catar, que desempenharam “papéis fundamentais”, disse ele.

    Kirby recusou-se a discutir as motivações e detalhes por trás da disposição do Hamas de libertar Judith Tai Raanan e Natalie Raanan. “Sabemos que ainda há alguns americanos mantidos como reféns e queremos devolvê-los às suas famílias também”, ponderou.

    “Portanto, espero que você entenda que não podemos realmente falar muito sobre motivações e os detalhes aqui. Estamos felizes por eles estarem sãos e salvos e esperamos voltar para casa em breve”.

    Ele disse que os Estados Unidos não estão “interferindo” nas operações militares de Israel, mas reiterou que a questão dos reféns era central para o presidente Joe Biden quando ele se encontrou com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e teve a oportunidade de se encontrar com algumas famílias.

    Sobre o corredor humanitário na passagem de Rafah, Kirby disse que será aberto “muito, muito em breve”.

    Biden está confiante de que a assistência humanitária chegará a Gaza “nas próximas horas, ou em alguns dias”, acrescentou Kirby.

    A estrada que leva ao cruzamento sofreu danos, impedindo que os camiões pudessem “atravessar aquela estrada com segurança e eficiência”, disse ele, acrescentando: “os egípcios estão a trabalhar em reparações nessa estrada”.

    Kirby também defendeu os esforços do governo para proteger pessoas inocentes em Gaza, dizendo que os danos colaterais têm sido uma preocupação fundamental do governo Biden.

    “Faremos tudo o que pudermos não apenas para abrir a passagem, mas também para implementar um método sustentável para que isso continue”, concluiu.

    Chin Shi Huang Mapa do site