Chin Shi Huang

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Trump retorna a New Hampshire de olho em primárias e possível revanche contra Biden

    Discurso de Trump em Claremont terá como foco a entrega da paz através da força, disse um conselheiro de campanha à CNN

    Alayna TreeneDaniel StraussAlison Mainda CNN

    Em retorno a New Hampshire neste sábado (11), o ex-presidente Donald Trump deve continuar aproveitando a guerra entre Israel e Hamas para estabelecer um contraste com o presidente Joe Biden, seu provável oponente nas eleições gerais de 2024.

    O discurso de Trump em Claremont terá como foco a entrega da paz através da força, disse um conselheiro de campanha àCNN. O ex-presidente argumentará que os EUA e o mundo estiveram numa posição mais pacífica durante o seu mandato do que sob o seu sucessor.

    Trump está retornando ao Granite State na sequência de depoimento em seu julgamento por fraude civil em Nova York. É esperado que faça alusão ao fato em seus comentários em New Hampshire, disse o conselheiro. Os advogados de Trump, seus filhos adultos e sua empresa começarão a defesa na segunda-feira (13).

    Além das questões jurídicas, Biden e a guerra em Israel e Gaza, Trump, que raramente se limita exclusivamente a comentários preparados, provavelmente abordará uma vasta gama de outros tópicos.

    O evento de Trump em New Hampshire ocorre poucos dias depois de ele ter faltado ao terceiro debate primário do Partido Republicano em Miami, optando por sediar um evento em Hialeah, perto de onde seus oponentes lutaram no palco.

    Trump passou mais tempo atacando Biden do que seus rivais republicanos em seus comentários em Hialeah.

    A parada de sábado em Claremont não é aleatória, disseram os conselheiros de Trump. A visita faz parte do foco da campanha na parte sul do estado, rica em eleitores, após uma parada no norte de New Hampshire no mês passado. Trump e sua equipe procuram cobrir o máximo de terreno possível antes das primárias.

    A campanha de Trump acredita que vencer em Iowa e New Hampshire forçaria efetivamente os seus principais adversários a desistir e os doadores a unirem-se em torno dele, disseram os seus conselheiros.

    Alternativamente, New Hampshire é também um estado-chave para os rivais de Trump que procuram progredir nas suas corridas. Vários deles, incluindo ex-governadores Nikki Haley, da Carolina do Sul, e Chris Christie, de Nova Jersey, salientaram que o caminho para desafiar Trump passa por New Hampshire.

    Veja também: Milei aparece na frente de Massa em pesquisa

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Chin Shi Huang Mapa do site