Chin Shi Huang

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Máscara e distanciamento dão o tom da volta às aulas em São Paulo; veja imagens

    Escolas podem operar com 100% da capacidade em todo o estado a partir desta segunda-feira (02)

    Giovanna Galvani, da CNN, em São Paulo

    “Estamos felizes porque estamos juntos novamente, nosso amor continua o mesmo, mas agora, sem abraços e sem aperto de mão. Os cuidados continuam!”, diz faixa estendida na entrada de uma escola de Campinas (SP) nesta segunda-feira (02), ditando o tom do retorno às aulas presenciais com toda a capacidade das escolas a partir de hoje

    Desde abril, os colégios públicos e particulares tinham a autorização para operar com o limite de até 35% dos estudantes. Agora, com a possibilidade do retorno integral, a regra é que as escolas mantenham o espaço de um metro entre os estudantes – a regra anterior era de espaço de 1,5 metro entre os alunos. 

    Se as salas de aula não tiverem capacidade para receber a todos com o distanciamento ideal, as instituições precisam reduzir a capacidade ou adotar um esquema de rodízio, com aula onlinee simultânea. 

    volta às aulas campinas
    Volta às aulas na escola CAIC-Prof.Zeferino Vaz na Vila União em Campinas
    Foto: WAGNER SOUZA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

     

    Na entrada das escolas, a medição de temperaturas e checagem do uso de máscaras foi praxe. Do lado de fora, alguns pais observaram os filhos no retorno, que pode ser definitivo e obrigatório caso os índices da pandemia indiquem segurança daqui para a frente.

    “Vamos avaliando as condições da pandemia para, entre o dia 15 e dia 20, podermos falar sobre esse retorno obrigatório, talvez já acontecendo no mês de setembro”, afirmou o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, em entrevista à CNN nesta segunda.

    “Aconselhamos a todas as famílias a buscarem informações na escola e retornarem o mais rápido possível”, disse o secretário. “Hoje, estamos com dados mais positivos, redução dos números da pandemia e olhando o comportamento da volta.”

    Além dos alunos, todos os servidores da rede estadual voltarão às atividades presenciais, sem revezamento. Os que pertencem aos grupos de risco só irão retornar 14 dias após a aplicação da segunda dose ou da dose única da vacina contra a Covid-19. Os servidores e colaboradores que, por escolha pessoal, optarem por não se vacinar dentro do calendário local também deverão retornar.

    Nos Centros de Educação Infantil (CEIs), que atendem crianças de zero a três anos, a capacidade de atendimento é reduzida a 60% do total. A orientação também vale para as creches particulares. 

    volta às aulas campinas
    Aluno de volta à sala de aula em escola particular de Campinas (SP)
    Foto: LEANDRO FERREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

     *Com informações de Danúbia Braga e Leonardo Guimarães 

    Chin Shi Huang Mapa do site