Chin Shi Huang

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Saiba os estados onde as pessoas estão mais interessadas no fim da onda de calor

    Temperaturas passaram dos 40° C em diferentes estados brasileiros

    Temperaturas devem amenizar em parte do país a partir deste final de semana
    Temperaturas devem amenizar em parte do país a partir deste final de semana Rovena Rosa/Agência Brasil

    Duda Cambraiada CNN

    Ouvir notícia

    Com o calor sufocante que atingiu parte do Brasil nos últimos dias, as buscas pelo termo “onda de calor” no Google disparam. O pico das pesquisas aconteceu na manhã da última terça-feira (14).

    Com a proximidade da queda nas temperaturas em diversos estados, os brasileiros querem saber quando o clima vai dar uma refrescada em sua região.

    Os moradores do Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo são os que mais buscaram pelo termo “fim da onda de calor” na ferramenta de pesquisa até a manhã desta sexta-feira (17). Os dados foram levantados na plataforma Google Trends.

    Os quatro estados e o DF estão sob alerta vermelho para calor intenso, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

    Além deles, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Piauí, Rondônia e Tocantins também estão sob o alerta.

    Está curioso? Veja a previsão do tempo

    Distrito Federal

    Na quarta-feira (15), Brasília (DF) atingiu seu pico de temperatura durante a onda de calor, com termômetros marcando 34,6° C.

    Para os próximos dias, a capital do país continua registrando temperaturas acima dos 30°C, mas com tendência de queda. Segundo o Inmet, a temperatura máxima de sexta (17) pode chegar aos 33° C. No fim de semana, a máxima será de 32° C. A partir de domingo, Brasília tem risco de pancadas de chuvas e trovoadas isoladas. A temperatura começa a ficar abaixo dos 30° C a partir de terça (21).

    Goiás
    Durante a onda de calor, Goiânia (GO) teve seu pico de temperatura na quarta-feira (15), quando os termômetros da capital marcaram 39,3° C.

    Na sexta (17) e no final de semana, Goiânia tem previsão de temperatura máxima de 35° C. No domingo, a cidade deve ficar nublada e com pancadas de chuvas, a temperatura começa a cair na segunda (20), quando a máxima não passa dos 27° C.

    Minas Gerais
    A temperatura máxima em Belo Horizonte (MG) esta semana foi de 37,9° C, os termômetros da estação meteorológica da Pampulha registraram esse número na terça (14) e na quinta (16).

    Entre sexta (17) e sábado (18), a capital mineira pode superar esse recorde da onda de calor, chegando aos 38° C. Na região norte do estado, cinco cidades registraram temperaturas acima dos 41° C na quarta (15). A partir de domingo, a temperatura começa a cair e há previsão de pancadas de chuvas em Belo Horizonte.

    Rio de Janeiro
    A cidade do Rio de Janeiro continua com altas temperaturas nesta sexta (17) e no sábado (18), quando os termômetros podem bater os 40° C. Na quinta-feira (16), a capital fluminense bateu o recorde de calor do ano, com 40,6° C.

    A partir de sexta (17) à noite, segundo o Inmet, a cidade tem previsão de chuva em algumas localidades. A temperatura começa a cair no domingo, com máxima prevista de 35° C. Na segunda (20), os termômetros não devem marcar mais de 25° C.

    São Paulo
    Os paulistas vão sentir mais a mudança de temperatura. Na sexta (17) e no sábado (18), a máxima prevista para a capital é de 37° C. Já no domingo (19), os termômetros não devem passar dos 25° C. Além da queda de temperatura, há alerta de tempestades e rajadas de vento a partir da tarde de sexta (17). Na terça (14), a capital paulista bateu o recorde de temperatura do ano, com máxima de 37,7° C.

    Chegada da frente fria

    Segundo a meteorologista e sócia executiva da Nottus, Desirée Brandt, a combinação clássica de muito calor e umidade, com o avanço da frente fria, provoca tempestades.

    A meteorologista explica que estamos presenciando o fenômeno chamado de “pré-frontal”, quando os termômetros atingem seus picos antes da queda de temperatura. “Eu arrisco dizer que essa noite (de sexta para sábado) será a mais difícil da semana para dormir por causa do calor. Isso entre São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro”.

    Os fortes temporais chegam a partir de sábado (18) no norte do Paraná e no estado de São Paulo. “A frente fria avança efetivamente pela costa do sudeste entre a noite de sábado e a madrugada de domingo. O litoral de São Paulo tem risco alto de ventania e fortes rajadas de vento”, explica Desirée.

    “Estamos falando de tempestades com ventania, descargas elétricas e granizo. Ventos de 50 km/h já são capazes de derrubar árvores. Com certeza teremos fortes rajadas e com esse potencial de trazer transtornos para muitos municípios entre o norte do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro”, alerta a meteorologista.

    Próxima semana

    Para a próxima semana, a especialista explica que “teremos outro mundo”. A onda de calor perde força e a chuva vai se espalhar cada vez mais pelo Brasil.

    “Não vai ser uma chuva suficiente para reverter o quadro de estiagem nos rios da região norte do país, mas vai dar uma estancada no número de queimadas e pode diminuir a velocidade dos incêndios”.

    Mais Recentes da CNN

    Chin Shi Huang Mapa do site