Chin Shi Huang

Onde tomar um bom café espresso em São Paulo, por Dany Simon

Quem segue Dany nas redes sociais sabe que uma cena aparece todos os dias: um bom cafezinho. Hoje, ele compartilha os espressos que mais gosta pela capital paulista

Descubra onde tomar bons cafezinhos espressos em São Paulo
Descubra onde tomar bons cafezinhos espressos em São Paulo Foto de Jess Eddy na Unsplash

Dany Simoncolaboração para o Viagem & Gastronomia

São Paulo, SP

Não há quem resista a um bom café espresso, ou pelo menos é o que eu gostaria de acreditar. Considero a forma perfeita de finalizar uma refeição, de iniciar um longo dia de trabalho, além de servir de pretexto para um papo agradável. Bebida cremosa, complexa, intensa e com acidez, ainda pode ser base para tantas outras, como macchiato, cappuccino, latte etc.

No país que é o maior produtor e exportador de café do mundo, e o segundo maior consumidor, é possível encontrar bons espressos em um número cada vez maior de cafeterias. Elas não param de se espalhar pelos bairros da cidade, sobretudo as que trabalham com cafés especiais, aqueles com qualidade e rastreabilidade.

Sabe aquele espresso do boteco, transbordando na xícara, pelando, forte, tal qual minha avó gostava? Entendo que possa fazer o gosto de muitos e esteja no imaginário popular, porém não é a versão tradicional italiana desta bebida, que não é tão simples de ser extraída adequadamente. E veja, não estou falando da bebida encapsulada. Há temperatura e pressão específicas para extração, assim como duração média para o processo. Além disso, a moagem do grão precisa ser fina, o líquido deve ter cerca de 30ml e necessita ter crema, aquela espuma de coloração mais clara, que ajuda a manter o aroma e a temperatura do café.

A primeira máquina de espresso conhecida surgiu em 1884 na Itália, foi patenteada por Angelo Moriondo, um inventor nascido em Turim, e utilizava vapor e água para obter o café. Mas a estreia do espresso foi na Feira Mundial em Milão, em 1906, em uma máquina com uma caldeira vertical que preparava o café em segundos, criada por Luigi Bezzera e Desidero Pavoni. Depois, o espresso se espalhou pela Itália no pós I Guerra Mundial, e depois as máquinas passaram a ser exportadas para outros países. E foram se desenvolvendo cada vez mais, até chegar aos dias atuais.

Confira onde tomar excelentes cafés espressos em São Paulo:

the little coffee shop

the little coffee shop foi a precursora das pequeninas cafeterias que estão tão na moda por São Paulo / Dany S.

Precursora das pequenas cafeterias, está aberta desde 2014 e trabalha apenas com cafés com o espresso como base, o que poderá mudar. Além das opções clássicas como o delicioso espresso ou o macchiato, servem espresso tônica, iced cumaru latte e iced garapa, isso mesmo, café com caldo de cana, e fica ótimo. Para comer, o destaque é o crackinho e há outros docinhos, como tortas e bolos. Oferecem também cursos relacionados a este universo, como a “Maratona de Cafeteria”, para potenciais empreendedores do ramo, e o “Por que abrir (ou não) uma cafeteria?”, além de mentorias.

the little coffee shop: R. Lisboa, 357A – Pinheiros, São Paulo – SP / Horário de funcionamento: terça a sábado, das 12h às 17h29. Não abre às segundas e domingos. 

KOF – King of the Fork

 

Cafeteria de cafés especiais que leva o tema bike muito a sério, inclusive o sócio é um biker assíduo. Há sempre diferentes opções de grãos para os coados e o espresso é sempre duplo. Vale também conhecer o cold brew da casa. Quanto aos quitutes, torrada de pasta de amendoim da casa e geleia, cookies (são os preferidos do Rafael), cinnamon roll, banana bread, pão de queijo, croissant, sanduíche copa e brie ou pastrami.

KOF – King of theFork: R. Artur de Azevedo, 1317 – Pinheiros, São Paulo – SP / Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 8h às 19h, e sábado, das 9h às 17h e Rua Cunha Gago, 635 – Pinheiros, São Paulo -SP / Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 12h às 19h, e sábado, das 9h às 14h. 

Fora da Lei Café

Cafeteria localizada no Paraíso. Lá o espresso é servido no copo de vidro, e há outros métodos como a chemex, aeropress, v60 e prensa francesa. Torça para dar sorte como eu dei e pegar o pão de queijo recém-saído do forno, é uma perdição. Oferecem também muffin salgado, croissant, tortas, entre outros. Entregam pacotinhos de café, isso pode ser valioso.

Fora da Lei Café: R. Cubatão, 131 – Paraíso, São Paulo – SP / Horário de funcionamento: segunda a sábado, das 10h às 18h, domingo, das 11h às 17h, e feriados, das 10h às 16h. 

cá entre nós café

cá entre nós café, na Vila Romana / Dany S.

Agradável e iluminada cafeteria na tranquila Vila Romana que recém se mudou para o bairro da Pompeia. Os cafés coados podem ser servidos quentes ou gelados (o espresso sempre quente). Nos quitutes serve pão de queijo bem molhadinho, bom queijo quente, quiches de diferentes sabores, incluindo cebola caramelizada, croissant, pain au chocolate, choux, cookies, muffins, entre outros.

cá entre nós café: R. Aurélia, 950 – Pompeia, São Paulo – SP / Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 10h às 19h, sábado e feriados, das 9h às 16h. Não abre aos domingos.

Takkø Café São Paulo

Takko especializada em cafés especiais desde 2014 / Dany S

Cafeteria pioneira, que já teve outro nome e já ocupou outro imóvel, trabalha com cafés especiais desde 2014. Em frente à Praça Rotary, na Vila Buarque, serve seus cafés com maestria, filtrados ou não, e tem um ótimo matcha latte com leite vegetal (aveia). A cozinha está com o cardápio renovado e conta com opções como o pão de queijo com kimcheese, tuna melt e torrada com salada de ovos.

Takkø Café: R. Maj. Sertório, 553 – Vila Buarque, São Paulo – SP / Horário de funcionamento: terça a sexta, das 8h às 18h, e sábados, domingos e feriados, das 9h às 18h. Não abre às segundas-feiras. 

Bogo Café®

Bogo Café, no Jardins / Dany S.

Cafeteria com torrefação própria, localizada no Jardim Paulista. É possível sentar-se no balcão vermelho, mesma cor das cortinas próximas a ele, ou nas mesinhas espalhadas pela agradável casa. Trabalham com pequenos produtores de café que focam na sustentabilidade, são cerca de 17 atualmente. Para comer, cookie, brownie, entre outros.

Bogo Café®: R. Batataes, 132 – Jardim Paulista, São Paulo – SP / Horário de funcionamento: terça a sexta, das 10h às 18h, sábado e domingo, das 12h às 18h. Não abre nos feriados. 

Clemente Café

Fachada da Clemente Café, na Vila Mariana / Dany S.

Numa simpática esquina na Vila Mariana, fica localizada a gostosa casa cheia de plantas que abriga esta cafeteria. Além do espresso, que é servido em um copo de vidro e dos cafés coados, há também o mate, com a erva orgânica tostada e um toque de limão. Para comer, pão de queijo, croissant, focaccia, empanadas, quiches, bolos e cookies.

Clemente Café: R. Dr. Diogo de Faria, 315 – Vila Mariana, São Paulo – SP / Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 9h às 18h, e sábado, das 10h às 18h. Não abre aos domingos. 

bori café

Balcão do Bori Café / Dany S.

Pequena cafeteria minimalista localizada na Liberdade, com um balcão e algumas mesinhas. Fora o espresso, há também opções de coados. Para comer, pão de queijo, croissant, cookies, pain au chocolate e parcerias que mudam ao longo das semanas. Nas gôndolas, além dos pacotinhos de café embrulhados com esmero, geleias e chocolates, camisetas e bonés.

bori café: R. São Joaquim, 293 – Liberdade, São Paulo – SP / Horário de funcionamento: terça a sábado, das 9h às 16h. Não abre aos domingos e segundas.

*Os textos publicados pelos Insiders e Colunistas não refletem, necessariamente, a opinião do CNN Viagem & Gastronomia.

 

Dany Simon

Dany Simon é sócio do badalado Cora, consultor financeiro e um alucinado por bons cafés / Divulgação

Dany Simon é economista e financista, mas encontrou na gastronomia a sua grande paixão. Sócio operacional do restaurante Cora, atua como consultor financeiro, estratégico e de serviço de café para negócios de alimentos e bebidas. Também faz curadoria de conteúdo, por exemplo em seu perfil no Instagram, @danythesimon.


Chin Shi Huang Mapa do site